quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Que vergonhaaaa ... Há meses não posto nada!!!

    Minhas amadas, estou em dívida com vocês, mas estou aqui para me redimir!!!

   Estou preparando um belo post, para retomar meus trabalhos no meu blog amado.

  Mas enquanto isto gostaria de dividir com vocês um presente que ganhei este mês. Fui convidada a escrever sobre a cirurgia em um blog muito lindo. Um blog que trata de tudo que uma mulher gosta, independente de tamanho.... Quem não gosta de um belo assunto, de belas dicas... Então aqui segue o endereço.Pois tudo que gosto... tudo que me faz bem... Divido com vocês.


        Bora lá aproveitar uma bela Leitura meninas......

       Bjus e aguardem meus novos posts.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Tive cólica Renal no 22º dia de Operada...Será que tem Relação com a Minha Cirurgia??

        Genteeeeee....quem já teve uma cólica Renal sabe do que vou falar!!! Meu Deus é uma Dorrrrrr insuportável, algo inexplicável.... E ela não passa assim fácil, fácil... Para Vocês terem uma ideia, tive cólica renal no vigésimo segundo dia de operada, logo que percebi que aquela dorzinha que começa como um incomodo era cólica de rim....Corri para o PA da Unimed, quando cheguei lá ( o que ñ foi mais que 15 minutos) eu já estava com a dor no estágio de ñ aguentar mais, a gente se contorce todo de dor, e não há o que faça passar. Direto para o soro para ser medicada ....e ai começou a saga dos remédios. Primeiro Profenid, Depois Morfina, Depois Dramin e Tramal. E acreditem ainda sai de lá com dor, claro a cólica passou, mas a dor continuava. 
         O médico me explicou que quando existe uma pedra no rim e ela se desloca (ou por esforço ou algum movimento) ai aparece a cólica, a qual é o rim tentando expulsar aquele corpo estranho, e com isso o rim se dilata no movimento de expulsão....Logo que somos medicados depois de um tempo as cólicas sessam, mas a dor que fica é bastante desagradável, parece que levamos um socooo bem dado. E esta dor passa um dia depois +- com o restabelecimento do rim. Dizemmm que que faz a cirurgia bariátrica tende a ter cálculos renais com mais facilidade. Então fui a pesquisa né meu povooo....e aqui vou postar uma matéria que encontrei da Folha Online, que explica exatamente isso que estamos falando aqui. Beijosss e Não esqueçam...         

 SEMPRE SE HIDRATEM !!!


O cálculo renal, ou pedra nos rins, é uma massa dura formada por cristais que se separam da urina e se unem para formar pedras. Sob condições normais, a urina contém substâncias que previnem a formação dos cristais. Entretanto, esses inibidores podem se tornar ineficientes causando a formação dos cálculos.

O cálculo renal, urolitíase, calculose urinária ou nefrolitíase, conhecido popularmente como pedra nos rins, é um quadro agudo que se instala mais nos homens do que nas mulheres e provoca dor inesquecível. Os livros antigos de medicina diziam que é a dor mais próxima da de um parto que os homens podiam sentir. 

O organismo tende a formar pedras nos rins, quando de repente desenvolve uma condição metabólica em que se torna incapaz de manter normalizada a função urinária e permite que resíduos cristalinos se juntem formando um depósito organizado de se sais minerais. 

Estes depósitos começam bem pequenos e vão crescendo, tornando-se uma estrutura cristalina que conhecemos como cálculo renal.

Quando uma pedra é formada no rim, diferentes tipos de situações podem ser ocasionados. É possível que as pedras permaneçam no local de origem durante muito tempo (meses ou anos) sem causar nenhuma dor ou problemas aparentes. 

As pedras nos rins também podem se desprender e descer através da uretra (desde os rins até a bexiga), retendo a passagem da urina e causando dor intensa (cólica renal). Pode acontecer ainda o crescimento do cálculo renal levando a obstrução do fluxo urinário. 

Quando a obstrução ocorre, pode surgir uma dor súbita na região lombar (onde se localiza o rim afetado) de forte intensidade, muitas vezes acompanhada de náuseas e vômitos que levam a pessoa a procurar um pronto socorro. 

Os cálculos renais podem ainda serem expelidos naturalmente junto com a urina, sem que sejam percebidos ou sentidos. Finalmente, as pedras nos rins podem causar infecções urinárias e serem descobertas apenas pelas manifestações destas infecções.

Reduzir estômago aumenta risco de cálculo renal???

      Pessoas que fazem cirurgia de redução de estômago possuem quase duas vezes mais risco de ter pedra nos rins, revelam novos estudos nas áreas de endocrinologia e de urologia.
    Um dos trabalhos, com 9.278 pessoas, foi publicado no "Journal of Urology". Durante cinco anos, pesquisadores da Johns Hopkins University avaliaram 4.639 pacientes que fizeram a cirurgia e compararam com número idêntico de obesos que não se submeteram à redução de estômago.
    Eles observaram que 7,65% daqueles que fizeram a cirurgia foram diagnosticados com pedra nos rins, enquanto apenas 4,63% das pessoas do grupo de controle tiveram o problema.
      Segundo o urologista José Carlos de Almeida, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, o aparecimento de cálculos renais foi discutido no último congresso americano de urologia, pois a cirurgia bariátrica passou a apresentar problemas que antes não eram conhecidos pelos especialistas.

"Esse estudo trouxe à tona uma informação que não existia de forma clara. Percebíamos que havia um aumento no número de casos, mas não tínhamos como afirmar que existia essa relação", diz.

      De acordo com Almeida, a formação das pedras acontece porque a cirurgia de redução do estômago altera o metabolismo e aumenta o nível de oxalato no organismo. O oxalato é um elemento importante na formação dos cálculos renais -cerca de 90% das pedras são formadas por ele.
     Além disso, Almeida diz que as cirurgias bariátricas também diminuem a absorção de magnésio e de citrato -duas substâncias que ajudam no processo de diluição do oxalato. "Todas as pessoas têm cristais de cálcio na urina. Se elas não tiverem magnésio e citrato em quantidade suficiente, elas poderão formar cálculos", avalia.
     Thomaz Szegö, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, diz que a possibilidade de formação de cálculos é um dos principais incentivos para que os pacientes se mantenham hidratados. "Durante a perda intensa de peso, o metabolismo se altera. Se o paciente consegue manter o fluxo renal adequado (bebendo bastante água), é possível prevenir o aparecimento das pedras."


Espero que tenham gostado do post de hoje, achei bem esclarecedor, pelo menos para mim que já sofri desta terrível dor. Beijosssss Gi



terça-feira, 17 de abril de 2012

1 Mês de Gastroplastia!!! E Muitooo Felizzzz

        Oiiii pessoal... Aqui estou eu para contar a todos como tenho passado neste meu primeiro mês de operada.
        Genteeee Graças a Deus não tenho muito do que reclamar não, nunca tive dor na minha cirurgia, o que pra mim já é uma vitória, pois esta cirurgia embora por fora não tenha muitos sinais não, eu sei que internamente é uma cirurgia de grande porte. Mas nada ...nada me dói!! Este primeiro mês foi de conhecimento, pois depois da cirurgia tudo é novo, o quanto meu estomago suporta, o que é mais fácil de digerir, assim é o primeiro mês...um aprendizado sobre nós mesmos.
        Passei pela dieta liquida que durou 15 dias super bem, mas não nego q 5 dias antes de acabar eu já estava de saco cheio de beber só líquidos, precisava de algo que me desse mais sustentação, já sentia falta de algo mais consistente....Depois a dieta pastosa....que durou mais 15 dias, está é tranquila, porque fazia umas sopinhas gostosas e liquidificava... Gelatina Diet...Pudins Diet ... Papa de arroz...Polenta mole...Purê de Carne... Purê de Batata... Mas chega uma hora também que chegaaaaaaaaaaa.... hehehe. E exatamente com 30 dias de operada e mais uma ida a nutricionista mudei a dieta para dieta branda... TUDO DE BOM!!! Eu andava bem desanimada, porque passei uma semana sem caminhar, pois no meu 22º dia de operada tive uma crise de cólica renal daquelas de urrar de dor... Passei a tarde em observação na Unimed no soro, e depois disso que foi numa terça, não caminhei esta semana toda por ainda estar dolorida, e também com receio de deslocar a pedra do rim novamente e sentir mais dor. Então voltei a nutri super chateada por achar que não tinha batido a meta do mês, que seria a perda de 10 Kg. Mas realmente não atingi... perdi 9Kg... mas ela me motivou e disse que estava ótimo, que quando na minha vida eu perderia 9Kg em um mês??? e é verdade isso jamais aconteceria!! Me animei mais e voltei para casa com o meu novo cardápio...Bora comer comidinha de genteeee...
       A Nutri disse que eu poderia ter dificuldade de comer arroz, que poderia ser que eu tivesse que continuar fazendo ele como papa, mas que nada gente...comi meu arroz soltinho normal. 
       É imprescindível que mastigamos muitoooooo....com muita clama, que aos poucos vamos aprendendo a saber o quanto nos satisfaz, um pires para mim é muito ainda... se penso que um pouquinho mais dá... pronto entalo. Isso já aconteceu 3 vezes comigo, e não achem que é porque extrapolo na quantidade, dia destes entalei por conta de meia rodela de tomate que achei que dava para comer a mais.
      Hoje sei que se comer carne tenho que cortar como eu cortava para meu filhinho quando ele tinha 1 aninho, bemmmmm miudinhaaaaa... E mesmo assim mastigá-la muitooo.
      Tento sempre optar por refeições leves, sei da necessidade de cada grupo...proteína...cereais... frutas... vegetais...e até mesmo a gordura. Mas opto por muitos legumes e proteína, Hoje mesmo meu almoço foi: Xuxu refogado, Cenoura refogada, 2c sopa de arroz e um pequenooo bife. Isso tudo em um pires, estava divinooo...mas não consegui comer tudo, fiquei satisfeita e sabendo meu limite não passei mal.
      Tenho caminhado diariamente 40 minutos, e espero daqui a 30 dias ter batido a meta dos 10kg a menos no mês. 
      Queria aqui deixar registrado minha felicidade por ter tido a coragem de ter feito esta cirurgia, pois sim precisa-se de muita coragem, pois não pensem que o pós é barbada.... pois as pessoas tendem a pensar que os gordinhos são preguiçosos, ñ seguem dietas e nem praticam atividade física. Somos gordinhos sim, e a obesidade tem que ser encarada como uma doença e não como relaxamento. Se ñ praticamos mais exercícios é porque nossos limites físicos são enormes, aliados a doenças que estão ligadas a obesidade como: Pressão alta, Dores articulares, Coluna, Coração..... E dieta para obesos já está provada que funciona sim, e fazemos sim, mas nosso organismo está condicionado a sempre buscar o que perdemos, pois o organismo entende que precisa daquela energia para se manter.
     Então Tenho orgulho sim de dizer que ñ é qualquer magrinho que encara a dieta que eu acarei depois da cirurgia...não é qualquer magrinho que vai encarar esta dieta para vida toda.... SOU SIM UMA VENCEDORA!!! e este método com certeza não é o mais fácil como várias pessoas pensam, que optamos pela cirurgia por ter preguiça de ir em frente com a dieta e exercícios.... De  fácil não tem nada.... Mas de força de Vontade e Coragem ...Eu e os muitos que optamos por esta qualidade de vida TEMOS MUITOO!!!!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Contando Tudo!!! Como Foi Minha Cirurgia Bariátrica!!

      Genteee to devolta!!!!! Vim hoje aqui contar a vocês como foi minha cirurgia, como tenho passado, o que tenho feito... Tô devendo isso a todos aqui que me acompanham e rezaram por mim, neste momento que mesmo sendo o que mais desejamos é um momento delicado!! Bommm bora lá contar tudinhooo, quero dizer que aqui contarei tudo, exatamente tudo, não pretendo esconder os momentos de medo...de angustia...Tenho compromisso com quem lê o que escrevo, compromisso de sempre falar a verdade. Vamos lá?!!! 
      E agradecer mais uma vez a todos vocês pelo carinho, pelas orações...por terem se preocupado comigo. Obrigadooooo por Tudo!!!!

      Chegou o tão esperado dia, 13 de Março de 2012, uma Linda Terça-Feira. Confesso que a noite anterior foi bem agitada, pensando em tudo que iria mudar em minha vida, como seria minha cirurgia? dúvidas frequentes de todos gastroplastizados eu acredito. Minha cirurgia estava marcada para as 13:30.

      Meu cirurgião Dr. Eduardo Rotta pediu para que eu me internasse por volta das 10h da manhã do dia 13 e assim aconteceu, dei entrada no Hospital Beneficência Portuguesa de Pelotas as 10h, comigo minhas companhias inseparáveis: Minha Mãe, Meu Pai, Meu Maridão e Minha Tia Sônia.
   Tudo providenciado, então vamos aos aposentos hehehe... Nos acomodamos e ai era só esperar as 13h que foi a hora que o enfermeiro me disse que viria me buscar para irmos para o bloco cirúrgico. Neste meio tempo recebi muitas visitas, amigos, familiares...estava rodeada de pessoas que me amam e torcem por mim.

        Enfim Chegou a hora, 13h em ponto o enfermeiro estava lá para me buscar, foi um momento estranho, eu sabia que estava um pouco nervosa, mas analisando depois percebi que eu sempre deixo transparecer que estou calma para que os que me rodeiam fiquem calmos também. Mas naquela hora o nervosismo tomou conta de mim, mas me mantive firme e fui sorrindo e conversando o caminho do quarto até a porta do bloco cirúrgico. Lá estavam parados a minha espera ... Meus amigos, meu Marido, Minhas Tias... Olhei cada um nos olhos sem falar uma palavra...mas eles entenderam o que no olhar eu dizia!! Então fui vestir aquela linda camisola de hospital... na sala de espera entraram comigo meu Pai e minha Mãe!! Minha mãe carinhosamente me ajudou a vestir a camisola.... Assim que eu estava vestida o enfermeiro pegou em minha mão e disse "Vamos então Gisele" aiiiii...me deu um aperto no coração em deixar ali minha mãe e meu pai a me olhar com aqueles olhinhos apertados e cheios de lágrimas, na angustia de não poder me acompanhar. Dei um gostoso beijo em cada um e disse: " Fiquem calmos, vai dar tudo certo"     
      Me levaram para sala de recuperação, onde achei que iriam me sedar, mas não ali fiquei uma meia hora, sentada em uma maca em meio a pessoas que já tinham passado pelos seus procedimentos e estavam voltando da anestesia. Fiquei orando...pensando no meu Filho que eu havia deixado na minha sogra, meu amado Nicolas com apenas 6 anos e já tão ciente que a mamãe iria para o hospital para ficar magrinha como ele diz.
        As 13:30+- um rapaz da equipe do anestesista me chama e me leva até a minha sala de cirurgia....caminhando por aquele largo corredor eu só pensava em que minha cirurgia começasse logo, pois assim logo eu estaria no quarto. Entrando na sala uma enfermeira pegou na minha mão e disse, "pode deitar mocinha" hehehe amei o mocinha!!! Deitei na maca e veio o Dr. Gastão meu anestesista, um senhor tranquilo mas pouco falante. Então começaram os procedimentos para me anestesiar, esticaram meus dois braços naqueles apoios laterais da maca para o braço, no direito o rapaz q me buscou na sala de recuperação começou a colocar o garrote e procurar veia, quando ele me solta a linda pergunta: "Dr. Gastão é assim?" Meu Deus quando ele perguntou isso, eu mais que rápido olhei para o lado onde ele estava e fiquei apavorada, como assim ele tá treinando em mim??!!! Ai o Dr. Gastão começou a dar instruções a ele, dizendo que ñ colocasse o acesso muito fundo, para que eu permanecesse com ele até a minha alta, notei que o rapaz o chamava também de professor, embora eu não estivesse em um hospital universitário acreditem ...SIM... ele estava aprendendo em mim!!! Fiquei super nervosa, como tenho aquele probleminha de coração o qual aqui no blog já contei, fui com todos meus exames para a sala de cirurgia, então eles pegaram e foram ver, o professor o então Dr. Gastão explicava o que eu tinha para o tal aluno, eles faziam cada cara que eu achava que eles estavam pensando que algo de grave poderia acontecer, e no auge do medo perguntei..."Está tudo bem Dr.?" ele me respondeu tá sim guriazinha, pode ficar calma...Quando está tudo preparado eu olhei em um relógio de parede que estava bem na minha frente e já eram 14h, então escuto aquela voz "Vamos começar a induzir"...quando o rapaz tava colocando o treco para eu respirar e apagar...o Dr. Gastão falaaa...pera..pera aiiii...esqueci de uma coisa....Quando eu vi ele buscou algo, quando passou ao meu lado e eu me virei para olhar ...adivinhem...era um desfibrilador...Putz aiiii eu me cag#$%¨& todaaa...e olhei nos olhos da enfermeira e pedi como eu pedisse a minha mãe..." Cuida de mim" ela com carinho no olhar me disse assim "Fica calma...Estamos todos aqui só para cuidar de ti" ai então começaram a me anestesiar, pelo oxigênio e  intra venal. A última coisa que me lembro é de adormecer pedindo a Deus que me cuida-se, que conduzi-se os médicos....enfim...
      Quando percebo eu estou acordando louca de dor no peito, e com no mínimo 4 pessoas me olhando, era o Dr.Gastão anestesista o rapaz aluno dele e mais duas enfermeiras da sala de recuperação, eu tava com medo de ter tido algo no coração porque a dor era muito forte, logo já começei a tremer de frio e as náuseas .... O Dr. me explicou que esta dor no peito e nas costas eram decorrente da cirurgia, pois fiquei 4h na sala de cirurgia. Que eles iam me dar um medicamento para dor que isso logo ia passar. Todos atenciosos sempre a postos para me ajudar, as náuseas eram incontroláveis... e eu vomitava muito...mas era só o suco gástrico me disse o médico. Mas vomitar logo depois de uma cirurgia, onde você está cheia de dor é terrível. Fui para o quarto as 21h....Logo na saída do bloco a primeira pessoa que vejo é meu Pai...Dá um alívio na gente em ver pessoas conhecidas, me senti protegida, porque mesmo bem tratada lá dentro....credo somos apenas mais um lá dentro, todo cuidado que temos para nos mover eles acham que é frescura, ninguém me ajudou a passar da maca da recuperação para a a maca de remoção que iria me levar até o quarto, com dor eu mesma deitada tive que fazer a mudança, e assim aconteceu novamente no quarto, mas ai é claro que meu pai já falou para a enfermeira..." Mas senhora ela saiu agora de uma cirurgia de grande porte e a senhora quer que ela faça esforço?" Elas ignoraram e quem me ajudou foi meu pai e minha mãe. 
         Genteee minha primeira noite foi terrível, eu não tinha posição, deitada doía as costas, sentada doía também...Meu médico Clínico Geral o Dr. Enrique Saldanha foi me ver eram umas 22h +- disse que minha cirurgia tinha corrido bem, e que era para eu levantar ir ao banheiro, e me passou tudo que eu poderia fazer, o que ele tinha deixado prescrito, ele como sempre um amor, tranquilo e atencioso. E assim passei a noite... levantando e sentando ...quase que de 30 em 30 minutos, o dreno não me deixava dormir, eu não tinha posição, virava e mexia ele vazava....aquilo me dava um nervoso .  Para terem noção eram 5h da manhã eu tava incomodando meu  pai e minha tia para tomar um banho, na esperança que o banho me revigorasse, meu pai e minha tia conseguiram me segurar até as 6h ai sim me deram um banho .... Mas só me refresquei, porque me sentia ainda zonza e sonolenta, as dores não passavam apenas aliviavam com os remédios. Mas eu sabia que não ia ser moleza, depois do banho consegui dormir até umas 7:30+- minha mãe chegou as 7h e minha tia Zilá logo após. Foram elas que passaram a manhã comigo, a nutricionista foi lá e me passou as primeiras orientações da dieta liquida, disse que logo viria o tão falado Shake, o almoço que era um caldo de abobora, a tarde veio um chá sem açúcar e a noite a gelatina, ela disse que eu teria que tomar algo de 15 em 15 minutos, era o shake...gatorade...chá...gelatina...o tal caldo de abobora...que eu só poderia não beber nada quando estivesse dormindo, então já viu né de 15 em 15 min. eu bebia algo num copinho de café na medida no máximo de 30ml.
        Logo a tia Zilá foi embora e a Dinda Eva fez companhia para eu e minha mãe. foi uma tarde tranquila já quase sem dores, mas muito sonolenta ainda...e claro bebendo meus líquidos...hehehe. Com ajuda eu caminhava no corredor do hospital ... A segunda noite quem ficou comigo foi minha mãe e minha tia Zilá... recebi muitas visitas, mas não consegui aproveitar quase ninguém pois o sono me possuía hahaha. Mas a visita mais esperada da noite chegou.... meu filhote...genteee eu me preparei toda, me penteei... me sentei na cadeira...controlei o sono...e ele chegou...lindo e preocupado, me deu um beijo e se afastou...não queria chegar perto de mim, eu emocionada por poder vê-lo novamente fiquei nervosa em não poder abraçar.... pegar... ele receoso em me machucar preferiu ficar distante, e eu entendi. Logo o meu marido levou ele embora para que ele não se impressiona-se e eu também tava emocionada louca para chorar e ficar quieta. A segunda noite já foi mais tranquila, dormi algumas horinhas, mas mesmo assim a noite foi cheia dos  levanta e senta. Acordei as 7h da manhã tomei meu bainho e sentei na cadeira, logo chega meu cirurgião para me ver disse que eu estava ótima e que iria me dar alta. Depois minha Nutricionista também veio e me deu alta também...                   Vamos embora então né!!!
         Fiquei 2 dias e meio internada, enfim fui para casa. Cheguei em casa ao meio dia, minha mãe veio comigo. Preparou aquele caldinho de legumes que o tempero é amor de mãe....e foi a melhor coisa que tomei na minha vida. Dormir na minha cama, na minha casa, com a companhia de meu filho, meu marido e da minha mãe, foi o melhor remédio que eu poderia ter tomado. Então começou as injeções em casa. Todo dia eu acordava as 7:30 com meu marido, pois era ele que me aplicava a injeção de Eparina (anti-coagulante) eram duas por dia, uma as 7:30 da manhã e outra as 19:30. Tomava ao acordar também o comprimido de Nexium (remédio para o estomago) depois eu tomava os meus remédios para o coração. Tudo triturado em um pouco de água. Todos os dias caminhava aqui no meu condomínio mesmo 3 vezes ao dia. 
       Com 7 dias de operada eu não aguentava mais o dreno, tava me doendo já, acho que já tava na hora de tirar, já saia bem pouco liquido e bem amarelinho, nada de sangue,então meu cirurgião Dr.Rotta pediu para eu ir até o Hospital que ele iria tirar. Chegando lá ele olhou disse que tava perfeito, tanto o dreno quanto os pontos dos furinhos (que foram 5) e disse que não tiraria naquele dia, que iria tracionar um pouco (puxar e cortar um pedaço do caninho do dreno) fiquei chateada porque não aguentava mais andar com aquele saquinho de coloscopia e fora o incomodo do dreno. Mas fazer  que... Dr. que manda hehehe... A noite fui tomar meu banho e logo do banho eu tinha que recolocar minhas meias de alta compressão (as quais estou até hoje... ficarei um mês com elas) e fazer a injeção, então chamei meu marido no que ele me olhou disse " Nega teu dreno caiu" Uiiiii me deu um nervosooooo...mas a enfermeira que refez o curativo do dreno a tarde havia me dito que isso poderia acontecer. Dito e Feito...Caiu... Ligamos para o Dr. e ele disse que achava que isso aconteceria, que era para limpar com soro e fazer um curativo com gaze e só, que fecharia naturalmente.    
       Depois disso gente... Durmo as noites inteirinhasss...não tenho dor...não tenho fome... não tenho sede... Com 15 dias retornei a nutricionista e ela me pesou....tcha...tcha..tcha...Tchannnnn perdi 8kg...eitaaaa coisa boa!!  Ela também passou minha dieta de liquida para pastosa....e liberou caminhadas de 30 40 minutos +- todos os dias.
       Agora tenho que me alimentar de 1em 1hora....mas tem vezes que não dá, na verdade na fase do liquido eu ainda não sabia meu limite de saciedade, agora já sei, pois a pastosa me dá mais esta noção. Mas ainda estou me conhecendo, nunca mais vomitei depois que sai do hospital, nunca entalei....                    Tô Muito Felizzzzzzzzz!!!
         Hoje tenho 19 dias de operada, e queria aqui deixar registrado o meu agradecimento a todos que torceram por mim, oraram por mim... agradecer a vocês aqui que leem o que eu escrevo no Blog...se preocuparam e queriam noticias minha. Quero dizer que ter vocês é bommmm demaissssssss!!!!
           Já dirijo...já cuido de minha casa...Já caminho todos os dias!!!
                        VIDA NOVA!!! BORA SER FELIZZZ NÉ GENTE!!!
  
Esta foi a técnica usada em minha Gastroplastia - Bypass-
Esta foi a técnica usada em minha Gastroplastia  - Bypass-


     
              
    
         
        


       

      



quinta-feira, 22 de março de 2012

10 Diasss de Operada!!!

        Bom Dia meus amores.... Vim aqui dizer que estou bem...
Super Feliz
sem dores...sem fome... apenas me adaptando a esta nova VIDA!!!! 
        Não tenho tido paciência de sentar e escrever muito, pois de 15 em 15 minutos tenho que parar qualquer coisa que estou fazendo para tomar meus líquidos hehehehe...Faz parte mas não tenho paciência de sentar escrever ..parar ...escrever...parar... então prometo que logo logo postarei tudo aqui!!! Tudo mesmo contarei os mínimos detalhes.

    Beijos meus amores, nunca cansarei de agradecer as orações que me fizeram tanto bem!!! 


sábado, 17 de março de 2012

Meus Amores já Estou em Casa!!!

      Um pouco cansada, mas nada de dor na cirurgia, apenas um pouco nas costas!! Mas assim que eu estiver mais disposta vou postar aqui tudo como foi. 

     Bjus e obrigado pelas orações, me fizeram muito bem!!!!

segunda-feira, 12 de março de 2012

É Amanhã ....Genteee Falta 1 Dia!!!

     Vim aqui só para não deixar em branco esta véspera de cirurgia!!  Pois hoje gente, tô nervosa, ansiosa, irritada...(quando fico nervosa fico irritada) ... Não consegui comer quase nada!!! Fui ao centro fazer umas últimas coisinhas que faltavam, como: pagar umas continhas, comprei presilha para cabelo, fui ao supermercado comprar umas coisinhas para quando voltar ñ me preocupar com nada!!! 
     Aiii gente é isso!! Tô sem ideia...sem paciência hahaha .... Mais tarde venho contar mais um pouco deste dia. 


  Bjussss meus amores....Rezem por mim!!!! Amanhã ás 13:30 é minha vez.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Mais um Passo!!!

      Ontem busquei na Unimed meu Guia de Internação, levei no hospital para fazer a reserva do quarto...hehehe...parece Hotel né, eu nem sabia que tinha que ir antes, achei que no dia marcado ia lá no hospital na hora que o Dr. pediu para eu me internar e ai sim elas viam o quarto, mas não!!!
      Depois fui comprar os suplementos os (Shakes) R$ 24,90 cada, comprei 4, que vai dar para uma semana.   Comprei as meias de alta compressão R$ 90,00 o par. E já aproveitei e comprei 2 pijaminhas deliciosos e confortáveis para usar no hospital ... um chinelinho lindinho ...
      Hoje depois de tantas dúvidas, autorizada por meu cirurgião, fui fazer as unhas ( pé e mãos) e fiz sobrancelha também. A única precaução foi tirar somente as cutículas que estavam demais, sem "furunfar" muito hehehe.... fiz uma francesinha bem transparente ... se eles acharem que no dia vai atrapalhar o Dr. disse q ai tiram, mas que eu poderia fazer sim!!!
       Amores estou ansiosa, ando perdendo o sono na madruga... mas acho que é normal né?!! Afinal é uma cirurgia de grande porte, anestesia geral... E fora a expectativa de uma VIDA NOVA que me espera!!!
       Agora falta pouco!!! Bjusss a vcs que me fazem tão bem...que acompanham meu blog... que fazem com que eu venha aqui e escreva tudo que vem na cabeça, assim ajudando muito a minha ansiedade ... escrevendo eu me expresso... coloco aqui minhas dúvidas, medos, esperanças.... Obrigado por estarem aqui!!!

Faltammm 4 Diasss!!! Uiiiiii Friozinho na Barriga!!!

segunda-feira, 5 de março de 2012

Cirurgia Bariátrica Feita Por Videolaparoscopia!!!




    Minimamente invasiva e aplicável em todas as técnicas cirúrgicas, a videolaparoscopia representa uma das maiores evoluções tecnológicas da medicina. No tratamento da obesidade, as cirurgias do gênero se diferenciam da convencional, aberta (laparotomia), em função do acesso utilizado.
    Na cirurgia aberta, o médico precisa fazer um corte de 10 a 20 centímetros no abdômen do paciente, enquanto na videolaparoscopia são feitas de quatro a sete mini-incisões de 0,5 a 1,2 centímetros cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo. O registro fica gravado e o paciente pode levar uma cópia de DVD como um documento da operação.
    Das quase 60 mil cirurgias bariátricas realizadas em 2010 no Brasil, 35% foram feitas via videolaparoscopia. A taxa de mortalidade média é de apenas 0,23% – abaixo do índice de 1% estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) –, contra 0,8% a 1% da cirurgia aberta (laparotomia). 
 Vale lembrar que, em algumas situações, o cirurgião precisa converter a videolaparoscopia em cirurgia aberta. Essa decisão é baseada em critérios de segurança e só pode ser tomada durante o ato operatório.


• Menos tempo de cirurgia – a cirurgia bariátrica por videolaparoscopia dura, em média, pouco tempo, algo entre 40 minutos e 1 hora e 30 minutos.
• Menos invasiva – o cirurgião realiza de quatro a sete pequenas incisões de 0,5 a 1,2 centímetros.  É necessário insuflar a cavidade abdominal com gás carbônico, a fim de criar espaço suficiente para que o cirurgião possa trabalhar com o auxílio de uma videocâmera, cânulas, sonda, bisturi elétrico, grampeadores especiais e outros instrumentos de acesso.
• Menos tempo de recuperação – no pós-operatório, os benefícios são maiores: dor mínima por um dia ou quase inexistente (medida principalmente pela quantidade de analgésicos consumida pelo paciente), alta hospitalar precoce (36 horas) e retorno mais rápido às atividades laborais (7 a 10 dias). Na cirurgia aberta, o paciente fica ao menos três dias internado e leva de 30 a 50 dias para voltar à rotina normal.
• Menos riscos – a videolaparoscopia ainda oferece menos risco de infecções. Após o primeiro ano de cirurgia, a incidência de hérnia nos minicortes ocorre em apenas 2% a 3% dos pacientes. Na cirurgia aberta, cerca de 30% dos submetidos a essa operação desenvolvem hérnia no corte (incisional).
ITENS
VIDEOLAPAROSCÓPICA
CIRURGIA ABERTA
Custo médio (R$)
15 mil a 25 mil
10 mil a 15 mil
Duração da cirurgia
40 min a 1h30min
2 a 3 horas
Tempo de internação
36 horas
3 dias
Retorno à rotina normal
10 dias
30 a 60 dias
Número e tamanho da incisão
4 a 7 mini-incisões de 0,5 a 1,2 cm cada uma
1 incisão de 10 a 20 cm
Incidência de hérnia no local da incisão em 1 ano
3%
30%
Cirurgias realizadas em 2010 no Brasil
21 mil
39 mil
Dor pós-operatória
Leve
Moderada a intensa
Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).



Faltammm 09 Diasss!!!!

     Contagem regressiva a mil...... Leitura boaaa para mais tarde, não deixem de ler!! Logo termino e posto.


 Beijos e uma semana Iluminada a todos!!! 

sábado, 3 de março de 2012

Cirurgia Bariátrica Menos Invasiva, Direito Garantido!!!

    A cirurgia bariátrica e metabólica por videolaparoscopia é um procedimento obrigatório desde 1º de janeiro de 2012, quando entrou em vigor o novo rol da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Agora, os convênios particulares são obrigados a cobrir sem restrições essa operação menos invasiva, garantindo a opção de tratamento mais moderna e segura aos pacientes obesos mórbidos com indicação cirúrgica. A aprovação da ANS significa o reconhecimento inequívoco ao direito do paciente e à decisão do médico. "Nossa ética preconiza que devemos buscar sempre o melhor atendimento, zelando pela segurança e eficiência no tratamento", observa o cirurgião Ricardo Cohen, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Trata-se também de uma vitória da sociedade organizada, que por meio de consulta pública da ANS participou ativamente do processo de revisão do rol, defendendo o acesso irrestrito às melhores terapêuticas, consagradas na medicina.

    Como a mudança na legislação da saúde suplementar instaura uma nova realidade no tratamento da obesidade, a SBCBM vem incentivando e adotando iniciativas para ampliar e aperfeiçoar o quadro de profissionais habilitados para a realização do procedimento por videolaparoscopia. Dentre as ações, estão cursos de capacitação nas regionais da SBCBM e a campanha pela criação da área de atuação em cirurgia bariátrica e metabólica, proposta apresentada no segundo semestre do ano passado à Associação Médica Brasileira (AMB) e ao Conselho Federal de Medicina (CFM).

Conscientização:

    Concluída essa etapa importante, o próximo passo é juntar os mesmos esforços de todos pela conscientização dos pacientes obesos que dependem da cirurgia bariátrica para sobreviver e agora precisam saber que seu direito ao melhor tratamento é assegurado por lei.

   Para conferir a abrangência do novo rol, acesse o buscador de procedimentos obrigatórios criado pela ANS, que ainda oferece outras orientações:

    Em caso de descumprimento da lei por parte dos planos e seguros de saúde, a SBCBM orienta que o paciente reclame junto à ANS e também procure informações sobre seus direitos nos órgãos de defesa do consumidor.



       Matéria do site:

  
       Obesidade sem marcas

sexta-feira, 2 de março de 2012

Meninasss... Agora tem um Menino no Grupo!!! hahaa acabou a farra de falar Meninaaaassssss!! Seja Bem Vindo Isac!!!

Bjus Meninas e Meninos!!!

Sumi Meninas--Mas Vorteiii!! Amo isso Aqui!!


   Aiii que vergonhaaa...hehehe...passei um tempinho sem postar nada por aqui né meninas!!! Mas andei meio desanimada, sem assunto, e pensei: melhor não postar nada do que escrevem bobagem. Então, hoje tenho novidades!!!! Queria dizer a vocês que mesmo não postando eu vinha aqui todos os dias para verificar se alguém tinha comentado algo, se estavam com alguma dúvida, para não deixar ninguém na mão como se diz!!!


   Estes dias que andei afastada não quer dizer que minha caminhada para a cirurgia bariátrica parou, bem ao contrário. Fui a Nutricionista e  a várias sessões com a psicóloga. 
   Gente como é importante que estejamos bem decididas e preparadas para fazer a cirurgia, na minha primeira sessão com a psicóloga ela deixou bem claro que, não tinha uma regra para a liberação de pacientes para a cirurgia, dependia de cada caso. Putzzzz pensei: Bah eu vou levar as 10 sessões que ela disse ser o máximo. Mas pasmem, na quarta eu já estava liberada....E com a sensação de que SIM eu estou preparada para enfrentar todas as mudanças que a cirurgia me apresentará. Amei a Dr. Márcia Ribeiro, uma profissional que cumpre com seu juramento de formatura, me senti muito bem com ela, ela me ajudou a enchergar coisas que eu ainda teimava em não ver, a entender os porquês... A ver que sim sou uma pessoa dedicada...e não fracassada...Olha se eu ficar aqui tentando explicar o quanto é bom e importante ter este acompanhamento, falarei só sobre isso hoje!! Mas que fique aqui registrado TAMANHA IMPORTÂNCIA destes profissionais.
Quero também aqui agradecer a Dr. Márcia Ribeiro, pela atenção...Transparência...e carinho que durante este período me tratou. Não deixarei se possível, de continuar meu acompanhamento com ela que me fez tão bem!!
    Na Nutricionista fui somente 2 vezes, duas vezes que renderam muito, minutos de conversas de consientisação alimentar, me ensinou a mastigar, a escolher, a esperar .... Dr. Denise outro anjo desta equipe maravilhosa que escolhi!!!
   Então retornei ao meu clínico Dr. Enrique Sadanha, outro que não tenho palavras para descrever o quanto gosto, viu meus exames, anotou tudo, sempre com aquela tranquilidade que contagia a gente. Me explicou os passos que eu terei que tomar depois da cirurgia e ir para casa, tais como: usar meias de ata compressão, usar uma injeção de anti- coagulante, um remédio para o estomago, e os cuidados que deverei tomar. E então começou a escrever o LAUDO de autorização. Deixo aqui também registrado meu carinho por este Doutor que sem pressa esclareceu minhas dúvidas, explicou tudo que eu perguntava, até a mais boba das perguntas. Sempre tranquilo e com um sorriso carinhoso.
   Recapitulandooooooo....estou em mãos com laudo do Clínico e da Nutri.
   Ontem, dia 1ºde Março retornei ao Cirurgião, Dr. Eduardo Rotta, hahaha vai parecer piada, mas eu JURO que é verdade... A gente mal entra no consultório dele e ele já está te esperando sorrindo. 
   "E ai dona Gisele???" " Tudo pronto???"  "Já foi ao clínico??"..."a Dr. Márcia já me ligou e disse que estas liberada"...."Vamos fazer o pedido a Unimed então???" Ele disse. Hahahaha eu bem faceira disse" CLARO"
    Depois de preencher o formulário de autorização da unimed, ele com toda calma me olhou e disse: "Vamos deixar marcada a data para o dia 13 de Março então?" hehehe eu concordei no ato é claro. Então ele começou a explicar como tudo ocorreria: "Deves entrar para o Bloco as 13:30 e até te prepararem e anestesiar para eu começar a cirurgia deverá ser umas 14:15 +-" " A cirurgia deve durar umas 2h, vais para a recuperação e por volta das 19h já estarás no quarto" Jejum a partir das 21h do dia anterior até a hora da cirurgia." Não podes nem estar resfriada.
    Revendooo... Laudos do Clínico, da Nutri e Autorização da Unimed em mãos, só faltava pegar na Psicóloga o Laudo dela e pronto. Feito isso exatamente hoje dia 2 de Março de 2012 fui na Unimed e dei entrada no pedido. A confirmação demora uns 5 dias úteis +-. 
    Meninassss.... quanta felicidade... claro que foi inevitável ñ sentir aquele friozinho na barriga, mas a felicidade é maiorrr!!!
    Logo cheguei em casa e fui correndo contar a novidade as pessoas que amo e me ajudaram tanto nesta caminhada. Familiares, amigos.... Ao grupo do Facebook - Gastroplastia - que tanto me acolheu e ajudou.
    Agora vim aqui para contar a vocês que com carinho acessam o meu Blog, vocês que já operaram, que pretendem operar, que vão cuidar de alguém operado, que querem se informar para saber mais sobre a cirurgia.... Obrigado por estarem aqui, é por vocês que escrevo, é por vocês que tenho tamanho cuidado no que aqui vou postar.
    A partir de hoje, meu blog entra na fase que tanto sonhei, na fase de descrever a vocês este momento especial em minha VIDA!!!.
   Bora ser FELIZ Meninassss.... 

   Foi dada largada para Contagem Regressiva:      ---- FALTAM 11 DIAS ----


           Bjusss .... Leiammm.... Comentemmm

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Vamos cuidar do coração????

    Após anos lutando por mais liberdade e independência na vida pessoal, mais espaço na vida profissional e mais respeito e reconhecimento perante a sociedade, as mulheres de todo o mundo têm um novo desafio pela frente, que não deixa de ser conseqüência das conquistas obtidas nas últimas décadas: Qualidade de vida.
   Casa, comida, roupas, filhos, chefe, projetos, alunos, compras, amor, amigos. A esta lista, elas terão de acrescentar, o quanto antes recomendam os médicos, qualidade de vida com lazer, exercícios físicos, alimentação saudável, sono de qualidade e sem vícios. Segundo especialistas, o novo ritmo de vida das mulheres faz delas alvos fáceis da doença que mais mata no mundo, a doença coronariana. Mais do que câncer de mama e de colo de útero juntos, mais do que acidentes, guerras ou qualquer outra doença, as doenças coronárias são responsáveis pela morte de aproximadamente 17 milhões de pessoas por ano em todo o mundo, segundo dados da Federação Mundial de Cardiologia.
   “O desafio agora para as mulheres é ter uma vida equilibrada com trabalho, lazer, exercícios, descanso e alimentação saudável. Outro problema é a falta de cuidados com o coração. As mulheres precisam cuidar do coração, fazendo exames de controle periódico, como fazem os preventivos do câncer”, alerta do cardiologista Marco Antonio Lacerda, do Hospital Cardiológico Costantini.
    Ele explica que segundo estatísticas, a incidência de doenças cardíacas nos homens é 50% maior do que nas mulheres. Mas o risco se torna igual quando a mulher entra na menopausa, por causa da queda de produção hormonal. Porém o cardiologista conta que esses números estão mudando e a tendência é de que se igualem numa faixa etária mais precoce, devido os estilo de vida das mulheres. Outro agravante é que, estatisticamente, a doença coronária quando manifestada na mulher tende a ser mais grave do que no homem.
    Os principais fatores de risco de doenças coronarianas hoje são o stress e o tabagismo. Segundo Lacerda, a recomendação é de que a partir dos 25 anos, a aferição de pressão e dosagem de colesterol seja uma rotina na vida das mulheres. Após os 30 anos, é preciso procurar um cardiologista e, caso tudo esteja bem, o ideal é manter as consultas a cada dois anos no máximo.     Para aquelas que já passaram dos 40 anos, as consultas ao especialista devem ser anuais, desde que não tenham sintomas, do contrário, deve ser feito um acompanhamento permanente. 
    O cardiologista lembra que a prevenção é sempre muito importante, como ingerir pouca gordura animal, praticar exercícios físicos, controlar pressão arterial, taxas de colesterol e glicose e manter o peso saudável.

   Meninas... nossos exames pré operatórios têm que incluir um Check up completo do coração !!!!
     E se possível faze-lo de ano em ano, não somente se for passar por algum precedimento cirúrgico.

       Bjussss e estou de volta meninas!!! Foraaaaaaaa desânimoooo!!!

    

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Oiiii

           Oiiii, andei sumidinha né... que eu lembre não posto nada desde quinta passada, uns 4 dias!!  Não irei dizer a vocês que andei ocupada e sem tempo de vir e escrever algo aqui no blog. Como várias de vocês são minhas amigas no face, e nos conversamos lá na página da Gastroplastia ... sabem q andei bem desanimada, mas passou!! 
           Resolvi erguer a cabeça e ir em frente. Sei que poderei ter inúmeras recaídas como esta, mas estou disposta a enfrentá-las.

          Hoje vou postar um texto bem legal meninas, espero q não tenham me abandonado... hehehe

         Aguardemmm mais tarde tem post.

           Beijosssss de saudadessss!!!!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Bom Dia Meninassss!!!!

         Uiii desculpem ontem não postei nada né!! É que esperei por hoje, pois a tardinha vou na psicologa, ai terei mais novidades!!!

     Então até mais tarde gente!!

      Beijussss

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A Importância do Apoio Psicológico na Cirurgia Bariátrica!!


      As mudanças não são poucas na vida de quem deixa de ser obeso mórbido. Quem opta pala cirurgia deve saber que está optando por enormes mudanças internas e externas, mas também está optando pela vida. A psicoterapia ajuda na reorganização desta nova vida, em um corpo inevitavelmente diferente.

Na fase que antecede a cirurgia:
   A avaliação psicológica se justifica na necessidade de preparar, orientar, apoiar e informar o indivíduo a respeito da cirurgia, o objetivo principal da intervenção psicológica nessa fase é observar o estado psíquico do indivíduo, o porquê ele ter optado pela cirurgia. Também foca-se a mudança no comportamento alimentar, visando desenvolver um comportamento assertivo e maior adesão ao tratamento médico e nutricional.

No pós-operatório:
    O foco terapêutico neste período deve ser a nova imagem corporal e suas repercussões na personalidade do indivíduo, pois muitos não conseguem abrir mão de sua forma, boicotando o tratamento.

   Depois do inevitável emagrecimento que a cirurgia proporciona, estas desculpas já não podem mais existir e o ex-obeso tem que aprender a lidar com uma nova realidade e principalmente aceitar que agora ele é uma pessoa sem limitações físicas e, e aprender a lidar com a ansiedade, conseqüentemente, acaba sendo mais cobrado pela sociedade para que seja uma pessoa produtiva. 
    As mudanças não são poucas na vida de quem deixa de ser obeso mórbido.

Porque procurar tratamento psicológico em casos de obesidade.

• Identificar os causadores da ansiedade e aprender a lidar com eles é o primeiro passo", porque recorrer à comida é uma válvula de escape que nem sempre está ao alcance de todos o tempo todo.

• O ser humano em um todo: Assim, quando se analisa o ser humano sob este prisma, está implícito que ele é formado por um conjunto complexo de estruturas - a fisiológica, a psicológica, a social, a emocional e a espiritual - que são inter-relacionadas, por isso, o aparecimento de um problema numa área, passa a afetar todas às outras.

• O tratamento psicológico, não se vislumbra apenas a mudança de hábitos, mas com a elaboração dos conflitos; a ênfase do tratamento se dá na resolução das causas do problema e não na eliminação simplesmente de sintomas.

• Levar a uma reflexão sobre a história de vida de cada um, o auto-conhecimento, à socialização e o trabalho com a imagem corporal, ajuda a elaborar os conflitos e lidar melhor com as dificuldades.

• A redução do peso não vai ocorrer mais de forma mecânica, e sim com a consciência da mudança interior. E cada desafio superado é encarado como uma conquista própria.

• O atendimento psicológico possibilita que as pessoas comecem a compreender melhor a si e ao outro, a poder olhar para seus conflitos e descobrirem seus limites e possibilidades.

• Conseguindo entender compreender seus conflitos emocionais, vai diminuindo os sintomas ansiosos, resultando assim em perda de peso.

           # Lembrem-se que ao entrarmos no bloco cirúrgico eles operaram nosso estomago, não nossa cabeça!!#

Puxão de Orelha!!!

         Nada melhor do que conversar com pessoas que viveram o que estamos passando, hoje eu e minha amiga Aline Rangel tivemos uma conversa muito boa com nossos amigos do face, da página que participamos sobre redução de estomago.
         A Aline lançou a pergunta de quanto tempo as pessoas precisaram fazer jejum antes da cirurgia?  O assunto se desenrolou, e eu e a Aline admitimos estar programando uma despedida para antes deste jejum. 
         Guriassssssss vcs nem acreditam, nos deram um sacode lá no grupo, mostrando nos que não seria legal, afinal estaríamos nos despedindo de que? Estaríamos confraternizando algo que por anos nos fez mal, e tomando a mesma atitude que nos levou ao que hj somos!!! Ai simm notei o quanto nossa cabeça tem que ter mudado junto, quero uma nova vida, um novo corpo, mas queria fazer uma despedida regada a pizza com Coca-Cola. Vê se tem sentido isso!!!
          Então hoje resolvi falar sobre o acompanhamento psicológico que tanto tememos, e mostrar o quanto ele é fundamental.
                                                
 Boa Leitura Minhas Borboletinhaassss!!!!


       

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Saindo do Ritmo!!!

         Hoje não posso negar que fiquei muito ansiosa, esta noticia que só consultarei com clínico no fim de fevereiro me deixou sem chão!!! Comiii bolacha, comi sorvete, tomei chimarrão (2 térmicas) comi bolo.... e assim foi minha tarde hoje, mastigandoooooooooo.
        Totalmente sem criatividade para escrever, e sem paciência para ler!!! 
        Sei que de nada adiantaria consultar antes com o Dr., pois ainda não tenho o laudo da nutri nem da psicóloga, mas tb ñ precisava ser lá no fim de fevereiro né!!!!!  Bom, já estou mais calma e conformada, amanhã tudo estará melhor, e seguirei no ritmo da adaptação alimentar!!! 

                                   Beijos, e obrigado pela força meninas!!!